Salvem O Museu dos Coches Petição

Salvem O Museu dos Coches Petição
Petição: Salvem os Museus Nacionais dos Coches e de Arqueologia e o Monumento da Cordoaria Nacional!

sábado, 5 de abril de 2008

O roubo das Joias da Coroa

Coroa e Ceptro Real de Portugal

Pregadeira em forma de laço, primeiro quartel do século XVIII. Em prata, brilhantes e esmeraldas.

O que é feito do dinheiro obtido pela indemenização paga ao Estado português pelo roubo das joias da coroa emprestadas à Holanda para uma exposição e aí roubadas? Pois é a antiga ministra até fez alguma coisa depois de perder as ditas joias que emprestou. Mandou construir um cofre forte na Ajuda que permita a sua exposição permanente e comprou aínda à leiloeira Leiria & Nascimento a tela "Deposição de Cristo no túmulo" do pintor veneziano do séc. XVIII Tiepolo. Menos mal.

Tiepolo, Veneza, Séc XVIII. "Deposição de Cristo no túmulo"

Listagem das joias desaparecidas de acordo com informação da Policia Judiciária

CASTÃO DE BENGALA - De 1750-1770. Ourives (?), marca incompleta, não identificada. Técnica: Ouro cinzelado, diamantes lapidados engastados em prata. Suporte: Ouro, prata e brilhantes. Objecto único. Dimensões: 3,9 cm largura, 9,1 cm altura, 99 gramas (total). Assinatura ilegível em baixo. Origem: França, Paris.

ANEL - Séc. XVIII, 2ª metade. Técnica: Ouro matizado, prata, brilhante talhe coxim antigo. Suporte: Ouro, prata, brilhante. Forma: redonda. Objecto único. Dimensões: 2,6 cm largura, 3,2 cm altura, 2 cm espessura, 20 gramas (total), 37,5 quilates (gema). Sem assinatura. Origem: Portugal. Brilhante com meio tom.

DOIS ALFINETES TREVO - Séc. XIX, 2ª metade. Técnica: Brilhantes encastoados em ouro e prata (encastoação aberta). Diamantes rosa. Peça em forma de trevo. Peça que faz par com a seguinte. Dimensões: 2,6 cm largura, 3,3 cm altura, 1,9 cm espessura, 19 gramas (total), 43 quilates, o par. Sem assinatura. Origem: Portugal. O brilhante inferior do lado direito tem coloração esverdeada, o que é raro. 9 diamantes com um peso total aprox. de 24,5 quilates: 1 pêro com aprox. 10,5 cts; 1 coxim com aprox. 4,9 cts; 1 coxim com aprox. 8,5 cts, 6 diamantes pequenos (talhe rosa).

GARGANTILHA - Da 2ª metade do Séc. XVIII da autoria de Ambrósio Gottlieb Pollet (?). Diamantes montados em prata e ouro em cravação aberta. Ouro serrado em triângulos transfurados. Suporte: ouro, prata, brilhantes. Objecto único. Dimensões: 40,9 cm comprimento, 1,2 cm de largura, 1,9 cm altura, 67 gramas, 150,35 quilates (gemas). Origem: Portugal.

DIAMANTE EM BRUTO - Forma irregular, incolor. Dimensões:1,9 cm largura, 3,2 cm altura, 2cm espessura, 135 quilates. Origem: Brasil.

2 comentários:

Rosilei disse...

Olá Jorge, na busca por imagens sobre os diversos usos das pedras (rochas)pela humanidade, encontrei imagens no seu blog que gostaria de usar na produção de um vídeo educativo sobre o tema. Mas para isso preciso da sua autorização. Você autoriza a imagem "coroa e ceptro real"?
Deixe eu me apresentar. Sou professora da rede pública do Paraná, participo do Programa de Desenvolvimento na Educação (PDE). Tenho como uma de minhas tarefas a produção de material didático. Neste caso um vídeo, sobre as rochas sua atuação nos caminhos da humanidade.
um abração!
Aguardo seu retorno.
Rosilei (Rosi)
rosileikaras@gmail.com
www.rosilei.wordpress.com

Anónimo disse...

Uma vergonha, ainda por cima esse museu deve ser desses de terceiro mundo, daqueles que não tem o minimo de segurança.
Que falta de respeito pela historia de Portugal.
Bem estúpida foi aquela senhora que fez confiança a esse "museu".
Espero que essas jóias sejam recuperadas o mais depressa possível, mesmo que não tenha grande esperança.